Home / MINHAS HISTÓRIAS / PREGUIÇA? OI? NÃO SEI O QUE É ISSO, SOU MÃE!

PREGUIÇA? OI? NÃO SEI O QUE É ISSO, SOU MÃE!

myImage

Sexta-feira, uma semana inteira já se passou e você queria dormir só 5 minutos a mais.

5 M-I-N-U-T-O-S!

Costumo dizer que uma das coisas que me condicionei durante a gestação e nos primeiros anos do meu filho, foi dar adeus à preguiça. Adoro dormir, sou daquelas que sentem dor no corpo quando fico muito tempo acordada, mas procuro estar ativa quando o assunto diz respeito ao pequeno.

Não falo só de dormir até mais tarde, isso pode rolar, o pai pode sair e levar a turma junto, sua mãe pode te ajudar um dia ou outro, mas a preguiça vai muito além dos 5 minutos.

Quando seu filho faz uma birra, você logo pensa: “ai, que preguiça, tó, pega – ou – tó, leva – ou ainda – vem no colo da mamãe”. EDUCAR DÁ PREGUIÇA. A gente fica com a cabeça cheia, muitas vezes nem ouve de verdade o que eles querem e por descaso, facilitamos a vida deles e criamos um problemão à longo prazo pra nossa.

Criança é ligeira, sabe dar dó em pingo d´água e se ele percebe que consegue te convencer de algo, vai cada vez mais usar o artificio aprendido para conquistar o que deseja. E amiga, se você ficar com a danada da preguiça para ensinar, você tá é lascada!

O exemplo típico: o bebê acostumou a dormir no quarto dos pais, no meio do casal. É inverno, um baita frio, tudo lindo. Um dia você decide que sua intimidade com o marido tá indo pelo ralo e portanto chegou a hora do rebento ir pra o canto que lhe é devido. ELE VAI CHORAR. Óbvio que vai. E você vai ficar com PREGUIÇA de levantar, então pra facilitar a vida, ao som do primeiro grunhido leva a cria de volta para a cama de vocês. Isso se tornará um ciclo vicioso e esperto que só ele, o bebê já sabe como ficar quentinho e sentindo o cheiro dos pais. Ponto pra ele!

Se você estiver passando por essa situação, MANDE A PREGUIÇA PASSEAR. Se concentre no que é realmente importante, a independência da criança e sua vida íntima. Levante 10, 15, 20 vezes, se preciso for, mas não vacile nem por um minuto à regredir. Um passo dado na educação e independência de um filho, é um passo dado, já era, não volta mais. FORÇA, você consegue. Você é a voz de comando para ele e é preciso que ele entenda desde sempre.

Eu tenho muita preguiça. Muita. Acredite. E estamos juntas, sei que é difícil, mas se eu consegui, você também consegue.

** Não esquece, me segue nas redes sociais, me manda e-mail, notícia, conta sua história, vou adorar te ouvir! 😉