Home / MINHAS HISTÓRIAS / VER CRESCER

VER CRESCER

filho

às vezes me pego fazendo coisas pelo meu filho que fazia sozinha desde os 5 anos, menos talvez. adoro colocar o pijama, pentear o cabelo, amarrar os sapatos, se ele deixasse ainda dava comida na boca.

fazendo uma autoanálise, percebo que não estou preparada para o amadurecimento dele e a única responsável sou eu. vê-lo crescer e se tornar um rapazinho absolutamente independente definitivamente não estão nos meus planos.

isso é um erro?

ele não será criança pra sempre. terá  12 anos e eu não escolherei mais seu pijama, quiçá dormirá de pijama – pode ser que prefira a camiseta velha – com 14 certamente não mais amarrarei seus sapatos, lá pelos 16 ele mesmo fará o lanche da noite e pode ser que até lá, cozinhe melhor que eu.

não estou preparada para esse momento e por isso não me peça para deixar de fazer por ele, deixar de enxergar o rastro de bebê que ainda resta, deixar de sentir o cheiro do cabelo molhado quando sai do banho e que tão naturalmente eu acaricio enquanto penteio.

se isso é mimar, eu mimo. se é amar demais, eu amo. se vai contra as leis da psicanálise, dane-se as leis.

porque eu quero que o tempo passe, que ele amadureça, cresça, mas não quero que as lembranças fiquem tão distantes.

“vamos filho, vamos tomar banho, não esquece de lavar seu cabelo!”

beijo,